Início » Interatividade » Notícias
29 de janeiro de 2018

Acordo tem cinco pontos não cumpridos dentro do prazo

Acordo tem cinco pontos não cumpridos dentro do prazo

Após quase 20 dias do Termo de Compromisso e Acordo Judicial firmado entre o Governo do RN e os representantes das associações dos militares estaduais, cinco dos pontos listados no documento não foram cumpridos pelo Governo. Na tarde desta segunda-feira (29), os policiais e bombeiros militares praças se reuniram na sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares do RN (ASSPMBMRN) para analisar a situação.

De acordo com o presidente da ASSPMBMRN, subtenente Eliabe Marques, a reunião é uma continuidade à mobilização dos militares. “Nossa luta não acabou quando o Governo assinou o Termo. Estamos acompanhando tudo, porque queremos ver todas as questões efetivadas”, ressalta o presidente. Ele acrescenta que na próxima segunda-feira, dia 5, haverá uma nova Assembleia, para discutir também o calendário de pagamento dos salários de janeiro.

Abaixo os pontos não cumpridos:

- Exigência da execução integral do contrato de locação de viaturas utilizadas no Corpo de Bombeiros do RN e na Polícia Militar do RN, principalmente no tocante à manutenção dos veículos – deveria ter sido efetivado de imediato após o Acordo;

- Efetivação das datas de promoção - prazo vencido em 12 de janeiro;

-Envio da Lei Orgânica Básica, Código de Ética e Estatuto da PMRN à Assembleia Legislativa do RN para votação – deveriam ter sido enviadas até o dia 25 de janeiro;

- Melhoria do Centro Integrado de Apoio Social ao Policial (CIASP) -  não teve nenhuma ação neste sentido desde o Acordo;

- Mudança na escala de guaritas dos presídios, se adequando à legislação castrense em vigor (repousar quatro horas a cada duas horas trabalhadas) – deveria ter sido cumprido de imediato.


Share

Deixe seu comentário


ClinicenterBio ReligarePargos ClubMa-Noa ParkInfortec - Cursos e formação profissionalNutricionista Rarynna Fonseca
Faculdade Maurício de NassauMilano ÓpticaEstácio PREVPRAG Saúde AmbientalInstituto Sagrada FamiliaCDF